Ex-cobrador de ônibus se forma em Medicina na UnB e inspira os filhos

O ex-cobrador de ônibus Gilberto Arruda Rodrigues, vai se formar em Medicina na próxima sexta-feira, 24, aos 50 anos, na UnB, Universidade de Brasília. O Só Notícia Boa acompanha a história desse guerreiro desde 2021.

É uma verdadeira conquista, depois dos desafios que enfrentou nessa vida. Ele ficou em coma por 14 dias após ser atropelado em 2000. Na época, ouviu dos médicos que não andaria mais.

Além disso, Gilberto conta que sofreu racismo e recebeu apoio de pessoas queridas: “Racismo estrutural, um racismo mais velado, não tão explícito”. E agradeceu pelo apoio que recebeu professores, alguns amigos, da equipe da enfermagem e técnicos.

Perdeu pai, mãe cedo

Ele é morador de Ceilândia, a 34 km de Brasília e se considera uma pessoa obstinada.

Gilberto ficou órfão da mãe quando tinha 9 anos e, aos 18, teve de lidar com a morte do pai.

Criado pela madrasta, utilizou o skate como uma maneira de não perder o foco na vida. Chegou a disputar alguns campeonatos na modalidade, até decidir cursar faculdade.

Cobrador de ônibus para pagar estudos

Quando fez 19 anos Gilberto quis estudar educação física. Na mesma época passou na prova para atuar como cobrador de ônibus.

“Trabalhei nessa função por 6 anos, mas o dinheiro era curto para conseguir custear os estudos. Foi quando decidi que precisaria virar motorista, ganhar mais, e aí poderia fazer o curso superior”, disse na época.

O atropelamento 

Em outubro de 2000, enquanto estava no pátio na função de “manobreiro”, foi atropelado por um colega.

“Pegou da minha cintura para baixo. Quebrou minha bacia, tive hemorragia interna. E tudo ocorreu comigo lúcido. Lembro que os bombeiros chegaram e me imobilizaram”, contou Gilberto.

Após 14 dias em coma veio o diagnóstico duro: “jamais seria possível voltar a andar”. Mas ele persistiu.

“Fiquei mais de um ano só na cama ou cadeira de rodas. Após uma cirurgia no meu pé, passei a ter alguma possibilidade de voltar. Passei a andar com muleta por um tempo e, depois, consegui andar sozinho, por volta de 2002”, contou.

Leia mais notícia boa

Ex-cobrador de ônibus faz medicina na UnB e dá volta por cimaGari tem filho estudando Medicina e conta com orgulho; vídeoEstudante de medicina liga para pacientes do SUS após consultas; carinho e preocupação

Inspiração para os filhos

Hoje, Gilberto diz que o diploma é a realização de um sonho e ensina aos filhos a importância da educação para mudar a história das pessoas.

Gilberto entrou na UnB em 2018 e notícia boa inspirou os filhos dele: Raquel, Radassa e Rafael.

Radassa já disse que o sonho dela é ser médica legista. Ela disse que tem muito orgulho do pai e que é muito gratificante poder acompanhar essa nova fase da vida dele.

O ex-cobrador de ônibus Gilberto Arruda perdeu os pais logo cedo e investiu na educação – Foto: Rafaela Felicciano / Metrópoles

Gilberto vai se formar em Medicina este mês na UnB – Foto: Marcione Santana

* Todas as notícias são retiradas de fonte de sites conforme informado na última linha “apareceu primeiro em …”

Compartilhe esta postagem:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias
Previsão do Tempo
+27
°
C
+28°
+23°
Campos dos Goytacazes
Quinta-Feira, 01
Ver Previsão de 7 Dias
Categorias

Assine nossa newsletter

Queremos oferecer para os ouvintes a playlist das melhores músicas Pop Rock!

Iniciar Conversa
Oi, Seja bem vindo(a)!
Olááá! Obrigado por ouvir a Rádio Capital Fm !!!