Ex-aeromoça é a nova presidente da Japan Airlines; 1ª mulher no cargo

A Japan Airlines (JAL) fez história ao nomear Mitsuko Tottori, uma ex-aeromoça da companhia aérea, para o cargo de presidente. Ela é a primeira mulher a assumir o posto. 

A nomeação ocorre num momento em que as empresas japonesas enfrentam uma pressão crescente para aumentar a diversidade de gênero e combater as disparidades salariais entre homens e mulheres.

“Existem funcionárias por aí que estão enfrentando dificuldades ou passando por grandes acontecimentos na vida. Espero que a minha nomeação como presidente possa encorajá-los ou dar-lhes coragem para dar o próximo passo”, disse Mitsuko. 

Chegou em boa hora 

Mitsuko entra num momento importante para a Japan Airlines, que está se esforçando para se recuperar da recessão causada pela pandemia, ao mesmo tempo, em que os turistas estão voltando ao Japão. 

Além disso, a segurança das companhias aéreas está em destaque depois de um incidente recente que envolveu uma colisão entre um avião da JAL e uma aeronave da Guarda Costeira japonesa no aeroporto de Haneda, em Tóquio. 

Felizmente, com a ajuda dos funcionários, todas as 379 pessoas a bordo do avião conseguiram escapar quando ele pegou fogo.

Leia mais notícia boa 

Conceição Evaristo é a primeira mulher preta na Academia Mineira de Letras em 115 anosPela primeira vez, uma mulher lidera programa da Estação Espacial InternacionalMarília Mendonça é a primeira brasileira com 10 bilhões de streams no Spotify

Trabalha na companhia desde 1985 

Em 1985, apenas quatro meses depois de se tornar comissária de bordo, Mitsuko Tottori viveu o trauma do acidente aéreo mais fatal da história da Japan Airlines, que tirou a vida de 520 pessoas no Monte Osutaka.

“Exibimos destroços de aeronaves em nosso centro de promoção de segurança. Em vez de apenas ler sobre isso em um livro, olhamos com nossos próprios olhos e sentimos na nossa própria pele o que significou esse acidente”, contou Mitsuko. 

A nomeação dela reflete uma transformação significativa da Japan Airlines desde a falência em 2010, considerada uma das maiores falhas empresariais do Japão. 

Com apoio financeiro estatal e uma reestruturação abrangente, a companhia aérea conseguiu se manter operacional.

Mais mulher, por favor! 

A empresa destacou a vasta experiência e conhecimento de campo de Tottori em operações e serviços de segurança. 

Agora, a Japan Airlines entra em um novo capítulo. 

E ainda definiram uma meta ambiciosa: que as mulheres representem 30% dos gestores em todo o grupo até o final do ano fiscal de 2026.

No final de março de 2023, o valor correspondente era de 22,8%.

Mitsuko é um exemplo inspirador para outras mulheres que buscam alcançar posições de liderança!

A Japan Airlines quer ter 30% de mulheres na gerência da companhia até 2026. – Foto: Reuters

Com informações do Reuters

* Todas as notícias são retiradas de fonte de sites conforme informado na última linha “apareceu primeiro em …”

Compartilhe esta postagem:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias
Previsão do Tempo
+27
°
C
+28°
+23°
Campos dos Goytacazes
Quinta-Feira, 01
Ver Previsão de 7 Dias
Categorias

Assine nossa newsletter

Queremos oferecer para os ouvintes a playlist das melhores músicas Pop Rock!

Iniciar Conversa
Oi, Seja bem vindo(a)!
Olááá! Obrigado por ouvir a Rádio Capital Fm !!!