Extrato de alecrim pode ser usado no combate ao mosquito da dengue; veja como fazer

Mais um aliado contra o mosquito! Uma pesquisa recente descobriu que o alecrim pode ser uma arma poderosa no combate a dengue. O estudo foi realizado pelo Centro Universitário de Brasília (CEUB) e diz que a aplicação de uma colher de chá de extrato de alecrim em um litro de álcool 96º pode ser uma alternativa eficiente e sustentável para controlar as larvas do mosquito Aedes aegypti.

Os resultados do estudo foram promissores: o extrato de alecrim se mostrou mais eficiente que a água sanitária na eliminação das larvas do Aedes aegypti, com uma taxa de mortalidade de 85% em comparação aos 78% do controle convencional.

Isso ocorre porque o alecrim possui compostos fenólicos em sua composição, que são conhecidos por suas propriedades larvicidas. Esse método de controle do mosquito da dengue pode ser aplicado de forma doméstica, sendo uma opção natural e de baixo custo.

Passo a passo de como fazer em casa

Primeiro, você vai adicionar 25g de alecrim a 100ml de álcool 96°. Feche bem o frasco e coloque-o em um local fresco e escuro.

Você pode até cobrir com papel alumínio para não deixar a luz entrar. Deixe a mistura agir por uma semana. Passado o período de infusão, coe o líquido usando um filtro de café ou uma peneira fina para separar as folhas do extrato.

O próximo passo é colocar o líquido em outro recipiente e cobrir com papel filme. Faça alguns furinhos para o álcool evaporar. Depois você pode cobrir tudo de novo com o papel alumínio para não passar a luz pra ficar escuro. Espere duas semanas e pronto!

O líquido fica bem verdinho e dura anos. Só tem que guardar embrulhado em um papel alumínio em temperatura ambiente.

Pra usar também não tem segredo! É só aplicar a mistura feita do extrato de alecrim e álcool de farmácia (lembre que tem que ser 96º) nos locais onde há foco de dengue e água parada.

Ler mais notícia boa

Veja melhores repelentes para se proteger do mosquito da dengue neste CarnavalVacina contra dengue do Butantan tem dose única e eficácia de 79%, diz estudoVacina contra Dengue é incorporada ao SUS pelo Ministério da Saúde

Também ajuda o meio ambiente

A descoberta foi da estudante de Ciências Biológicas Clerrane Santana, orientada pela Professora Dra. Francislete Melo do CEUB.

E além de contribuir para a redução das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, o método também preserva o meio ambiente.

“Os resultados abrem caminho para a implementação de métodos mais sustentáveis e eficientes no combate ao Aedes aegypti, contribuindo para a redução das doenças transmitidas por esse vetor e para a preservação do meio ambiente”, acrescenta Santana.

Aumento de casos

Com os períodos chuvosos, o Brasil enfrenta um grave problema com as infecções causadas pelo mosquito da dengue.

Em janeiro foram contabilizados 243.721 casos (entre prováveis e confirmados) de dengue – um aumento de mais de 160% em relação ao mesmo período de 2023.

Com esses dados alarmantes, é importante buscar alternativas sustentáveis e eficientes para combater o Aedes aegypti.

O extrato de alecrim pode ser uma solução viável e acessível para o controle das larvas desse mosquito. Que tal tentar essa receita em casa?

Foi Clerrane Santana, estudante de Ciências Biológicas do CEUB quem fez essa descoberta. – Foto: Clerrane Santana

* Todas as notícias são retiradas de fonte de sites conforme informado na última linha "apareceu primeiro em ..."

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

CONECTE-SE CONOSCO

Iniciar Conversa
Oi, Seja bem vindo(a)!
Olááá! Obrigado por ouvir a Rádio Capital Fm !!!