Duplicação da BR-101 segue sem definição para início das obras

Foto: Hellen Souza

A duplicação do trecho urbano da BR-101 em Campos é uma reivindicação antiga da população. Em 2021, após anúncio da Arteris Fluminense, de que entregaria a concessão do trecho que administra, entre Niterói e a divisa com o Espírito Santo, as negociações para a realização da obra ganharam novo enfoque. O prefeito Wladimir Garotinho apresentou a demanda ao então ministro de infraestrutura, Tarcísio Freitas, atual governador de São Paulo, ficando estabelecido que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), faria o projeto, que está em fase de conclusão, para duplicação do trecho entre o Boulevard Shopping e a Avenida Albert Torres. A Arteris, no entanto, é responsável por concluir o trecho entre o antigo Trevo do Índio e o Boulevard. Sem previsão de início para a obra, a concessionária disse que vem cumprindo o estabelecido na relicitação assinada junto à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), e que tem até 2024, quando termina o contrato, para concluir a obra.

A Prefeitura de Campos confirmou a solicitação do prefeito ao Ministério de Infraestrutura e salientou a responsabilidade da Arteris em concluir sua parte, antes de entregar a concessão. “O prefeito Wladimir Garotinho solicitou ao então ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, a duplicação do trecho entre o Shopping Estrada e o Hotel Doce Lar. Na ocasião foi acordado que o DNIT elaboraria um projeto para execução do serviço. Com relação ao trecho entre o antigo Trevo do Índio e o acesso ao Boulevard Shopping, a concessionária Arteris Fluminense deve executar a duplicação da pista antes de devolver a concessão. A previsão é de que a obra inicie antes de março e esteja concluída até dezembro”, disse em nota.

Apesar da expectativa da Prefeitura, os responsáveis pela execução da obra não fixaram data para o início dela. A Arteris Fluminense informou que, de acordo com a relicitação assinada com a ANTT, está dentro do prazo. “A obra de melhoria no trecho urbano de Campos dos Goytacazes, entre o Trevo do Índio (km 67) e o Boulevard Shopping (km 65), está prevista no aditivo contratual incluso no processo de relicitação, assinado com a ANTT em 15 de junho de 2022, que estabelece os investimentos que deverão ser feitos até o encerramento do contrato”, disse a nota.

A nota informa ainda que, além das obras previstas no aditivo contratual assinado, a Arteris seguirá atuando com a prestação de serviços e manutenção da rodovia. “Esse escopo de atuação inclui atendimento médico e mecânico, monitoramento e manutenção da via até março de 2024, conforme previsto no decreto presidencial 11.005, assinado 21/03/22”.
Já o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) informou que a “duplicação do Shopping Boulevard à Avenida Alberto Torres, que envolve o trecho da BR-101, informamos que essa obra será realizada pelo DNIT e está na fase final do projeto”.

Crescimento em cerca de 30 anos
Construída no terceiro mandato do prefeito Zezé Barbosa, em parceria com o Governo Federal, a antiga Estrada do Contorno teve objetivo inicial de retirar o tráfego pesado do Centro de Campos. Antes o gargalo do trânsito era concentrado na Avenida Nilo Peçanha, Beira-Valão e Avenida XV de Novembro, por onde passavam os veículos que vinham da BR-101, com sentido ao Espírito Santo, ou na direção inversa.

Cerca de 30 anos depois da sua construção, a área urbana no entorno da Estrada do Contorno cresceu consideravelmente. Atualmente há hotéis, shoppings, grandes redes de atacado e varejo e incontáveis condomínios, que atraem consigo mais veículos de passeio e caminhões, causando pane no trânsito e dificultando a vida de quem mora na região ou tem que passar por ela.

Solução e articulações
A duplicação do trecho foi a solução apontada para resolver o problema. Assim que assumiu a Prefeitura, Wladimir Garotinho iniciou também uma empreitada para solucionar a duplicação do trecho urbano da BR-101.
O primeiro encontro com o então ministro Tarcísio Freitas aconteceu em fevereiro de 2021, no qual ficou definida a participação do Dnit. Em agosto do mesmo ano, o prefeito e a então deputada Clarissa Garotinho entregaram o projeto da duplicação ao ministro.

No início do ano passado, o então presidente Jair Bolsonaro anunciou a obra ao prefeito, acompanhado da deputada Clarissa, durante visita oficial a Campos. A licitação chegou a ser anunciada em junho e ocorreria em 60 dias. Em setembro, houve visita técnica entre o subsecretário de Mobilidade da Prefeitura de Campos, Sérgio Mansur, e representantes da Arteris. Na ocasião, a previsão de início da obra foi fixada para início em 2023. Em outubro uma nova reunião com o superintendente regional/RJ do Dnit definiu os detalhes finais do projeto, visando a licitação.

O post Duplicação da BR-101 segue sem definição para início das obras apareceu primeiro em Terceira Via.

* Todas as notícias são retiradas de fonte de sites conforme informado na última linha "apareceu primeiro em ..."

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

CONECTE-SE CONOSCO

Iniciar Conversa
Oi, Seja bem vindo(a)!
Olááá! Obrigado por ouvir a Rádio Capital Fm !!!