São Fidélis, Cambuci, Italva e Cardoso Moreira somam prejuízos provocados pelas chuvas

Foto: Reprodução/Italva em Foco

As chuvas que atingiram a região nesta quinta-feira (05) deixaram um rastro de transtornos em municípios da região. Em São Fidélis, de acordo com dados da estação do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), foram 81,2 milímetros de chuva, 35,4m em menos de seis horas. A forte chuva alagou ruas na área urbana e também causou inundações na zona rural, com o transbordo do Rio do Colégio. Em Cambuci, uma cabeça d’água voltou a atingir a cabeceira do Valão Dantas, deixando o Parque Aquático totalmente coberto pela lama. Em Italva, o Valão Grande, está sendo monitorado no distrito de São Pedro do Paraíso. Algumas regiões de Cardoso Moreira também sofreram impacto.

Em São Fidélis, a chuva intensa alagou ruas do Centro, Recanto da Penha, Barão de Macaúbas, Vila dos Coroados e outros pontos da cidade. No bairro da Penha, uma ponte ficou destruída, devido à cheia do Valão Catarina. Na zona rural do município, o volume de água do Rio do Colégio subiu e houve registro de quedas de árvores e alagamentos em propriedades rurais.

A Defesa civil fez alerta para que os moradores se mantenham atentos, já que há previsão de mais chuvas nos finais de semana.

Na localidade de São Luís, que fica entre os municípios de São Fidélis e Cardoso Moreira, houve transbordamento de um valão e interdição na estrada devido à queda de barreiras.

Em Cambuci, dados do Cemaden registraram 96.6 milímetros de chuvas em 24 horas. O volume de chuvas na cabeceira do Valão Dantas deixou o Parque Aquático municipal completamente submerso pelas águas e atingiu algumas casas e os distritos de Cruzeiro e Monte Verde.

Em Italva, o Valão Grande está cheio e a Defesa Civil vem monitorando o nível das águas e alertando os moradores preventivamente.

O distrito de São Luís, em Cardoso Moreira, também registrou alagamentos. A água não chegou a invadir as casas, mas obstruiu estradas e inundou terrenos.

Rio Paraíba
Em Campos, segundo informações da Defesa Civil, o nível do Rio Paraíba do Sul, que chegou a 8,39m no início da semana, marcou 7,83m na medição da manhã e 7,44m na medição da tarde. A situação do Rio Muriaé vem sendo monitorada, mas, por enquanto, não causa preocupação, já que a cota de transbordo é de 10,40m.

Leia também
Rios Paraíba e Muriaé em Campos são monitorados pela Defesa Civil

O post São Fidélis, Cambuci, Italva e Cardoso Moreira somam prejuízos provocados pelas chuvas apareceu primeiro em Terceira Via.

* Todas as notícias são retiradas de fonte de sites conforme informado na última linha "apareceu primeiro em ..."

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

CONECTE-SE CONOSCO

Iniciar Conversa
Oi, Seja bem vindo(a)!
Olááá! Obrigado por ouvir a Rádio Capital Fm !!!