Clima de reconciliação marca solenidade de posse da nova Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Campos

Foi em clima de reconciliação entre dois dos grupos políticos mais importantes de Campos, que foi conduzida, nesta segunda-feira (02) a solenidade de posse da nova Mesa diretora da Câmara de Vereadores de Campos, para o biênio 2023/2024. A cerimônia reuniu autoridades do município e de outras cidades, além de deputados e secretários de Estado, ex-prefeitos, ex-vereadores e membros da sociedade civil organizada.

Integram o grupo os vereadores Marquinho Bacellar (SD), como presidente; Maicon Cruz (PSC), como primeiro secretário; Fred Machado (Cidadania), como segundo secretário; Abdu Neme (Avante), como segundo presidente; Marquinho do Transporte (PDT), como primeiro vice presidente; Bruno Vianna (PSD), como primeiro suplente e Rogério Matoso (União) como segundo suplente. A mesa que conduziu a solenidade foi formada pelo presidente da 12ª subseccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Campos, Felipe Estefan; o secretário de Estado de Governo, Rodrigo Bacellar; o presidente eleito da Câmara de Vereadores de Campos, Marquinho Bacellar; o prefeito de Campos, Wladimir Garotinho e o vice-prefeito, Frederico Paes.

Fábio Ribeiro, que deixa o mandato de vereador para assumir a secretaria de Obras de Campos, agradeceu pelo tempo à frente do legislativo e elogiou o crescimento de Marquinho Bacellar como parlamentar.

“Durante dois anos, tive a honra de ser presidente deste seleto grupo. Um grupo eleito pelo povo, um grupo que luta pelo seu povo. Queria dizer que vossa excelência, Marquinho, está muito bem acompanhado destes 24 vereadores. Também acompanhei durante esses dois anos, o seu caminhar como vereador, a cada dia crescendo mais, com posicionamento firme e, tenho certeza, que esta gestão, do biênio 2023/2024, vai ser de grande sucesso para o povo de Campos”, disse.

Empossado como presidente pelos próximos dois anos, Marquinho Bacellar comemorou a união pelo bem da cidade. “Que essa união dos secretários, do governador, com o prefeito e essa Casa, faça essa cidade crescer e voltar para os trilhos que ela merece. Hoje, graças a Deus, os investimentos voltaram, dinheiro nós temos. Precisamos de harmonia, maturidade e entendimento para fazer o melhor para a nossa cidade”, disse.

O vice-prefeito, Frederico Paes lembrou do pai que, por duas vezes foi vereador e presidente da Câmara e disse se sentir honrado em fazer parte do executivo municipal em um momento histórico. “Essa união é necessária para o povo. A Casa Legislativa é para fiscalizar o executivo e assim continuará, mas não tem sentido nenhum termos uma disputa por nada. Hoje é um dia histórico e eu estou muito feliz por esse dia, muito feliz por ser vice-prefeito de Campos e poder estar vivendo esse dia. Marquinho, tenha orgulho desta cadeira como seu pai, Marco Bacellar, sempre teve. Tenho certeza que o senhor fará uma excelente gestão, em prol da população, em prol do nosso povo”, destacou.

Rodrigo Bacellar, que foi reconduzido à secretaria de governo, mas que vai disputar a presidência da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) disse que a discordância política tem limite nos interesses do povo. “Nunca na vida, vamos viver em harmonia plena, se brigamos com nossos filhos, com esposa, pai e mãe, é humanamente impossível vivermos em um ambiente de política sem atrito, mas precisamos precisar aprender que, até os atritos, meu querido amigo Wladimir, têm limite. Precisamos aprender isso. Quando saímos do interior, somos muito pujantes, levamos a política muito para o fígado e, quando chegamos na capital, aprendemos a sentar na mesma mesa, às vezes com nosso maior opositor. Sempre vale mais um bom acordo do que uma briga de 20 anos. É com essa mentalidade que me desloquei correndo com meus pares para estar aqui hoje, para dizer que Campos tem que continuar a avançar e crescer”, pontuou.

O prefeito Wladimir Garotinho revelou uma amizade de longa data com Rodrigo Bacellar e comemorou a reaproximação pela cidade. “Meu amigo, que pouca gente talvez saiba disso, mas somos amigos há muito tempo, deputado Rodrigo Bacellar, já passamos, por um longo período, afastados pelo calor da política, mas é sempre bom voltar a falar com um grande amigo e voltar a produzir para a nossa cidade, para o nosso povo, junto com um grande amigo”, disse o prefeito que agradeceu também aos vereadores de oposição.

Wladimir revelou ainda que já se reuniu com Marquinho e que juntos, traçaram rumos para os trabalhos nos próximos dois anos. “Eu queria, de verdade, dizer aqui nessa tribuna que, pelo bem do povo, os poderes são independentes e precisam trabalhar de maneira harmônica. Já combinamos, Marquinho e eu, para fazermos pautas antecipadas, quando forem importantes, para que cada vereador possa estudar os projetos que encaminharemos. Pedi também para que, quando o legislativo fizer um projeto, que também seja recíproco, e a gente converse antes, para definirmos detalhes e que todos tenham a verdadeira noção do que se faz hoje. Quero agradecer ao governador Cláudio Castro por ter nos ajudado nessa costura, agradecer publicamente pelo apoio que tem dado à nossa cidade e ao meu governo”, finalizou o prefeito.

Sociedade Civil
Para o presidente da CDL, Edvar Chagas Júnior, a cidade só tem a crescer e a ganhar com a renovação da Mesa Diretora. “Quando todos trabalham pelo desenvolvimento e pelo desenvolvimento de Campos, eu tenho certeza de que o resultado vai ser muito bom. Muitas vezes nós precisamos de uma renovação como esta que está acontecendo na Câmara e eu tenho certeza de que o gás vai ser muito melhor e muito importante para Campos. Tenho certeza que vai causar uma união muito boa, não só do Legislativo com o executivo, mas também com as entidades todas da cidade. Todos vão estar juntos”, comemorou.

Para o presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos (Acic), Fernando Loureiro, é momento de retomar diálogos antigos. “Vamos agora trabalhar para tentar colocar em pauta o que nós reivindicamos aqui durante dois anos, que as entidades de classe, que tenham representação de maior peso, ou se possível até todas, tenham representação e que montemos um Conselho para termos uma engrenagem maior de conferência da aplicação do dinheiro público e conferirmos se as verbas estão sendo aplicadas de acordo com o que a sociedade precisa” pontuou.

Presenças
Participaram da solenidade o ex-prefeito de Campos Alexandre Mocaiber, o ex-vereador e ex-presidente da Câmara, Nelson Nahin, o deputado estadual nomeado para a secretaria de Habitação do Estado, Bruno Dauaire, o deputado estadual, Rodrigo Amorim, o também deputado estadual e líder do governo na Alerj, Chico Machado, além do secretariado do governo Wladimir Garotinho e ex-vereadores do município.

O post Clima de reconciliação marca solenidade de posse da nova Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Campos apareceu primeiro em Terceira Via.

* Todas as notícias são retiradas de fonte de sites conforme informado na última linha "apareceu primeiro em ..."

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

CONECTE-SE CONOSCO

Iniciar Conversa
Oi, Seja bem vindo(a)!
Olááá! Obrigado por ouvir a Rádio Capital Fm !!!