Ano novo já chega com contas a pagar; saiba como se programar

Atendimento ao público na Secretaria Municipal de Fazenda

O ano de 2023 chega com novos boletos vencendo na casa do brasileiro. Contas fixas de início de ano, como Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), além de taxas de matrícula e compra de material escolar já entraram na contabilidade das famílias. Com a inflação mais baixa que no ano passado, e a tímida recuperação da renda e do emprego, a expectativa do economista Ranulfo Vidigal é otimista.

“O aumento nominal destas contas não será tão salgado quanto foi em 2021, quando a inflação estava em mais de 10%. Este ano, a inflação está variando entre 5% e 6% e, além disso, aumentou o número de empregados com a tímida recuperação da economia”, explicou Vidigal.

O economista aposta que o brasileiro tenha guardado parte do 13º salário para utilizar no pagamento destas contas. Ele sugere, também, a opção de parcelamento ao longo do ano. “Para quem tiver liquidez, basta fazer a conta entre quanto ganham por aplicação e o desconto que é dado ao pagamento à vista para, então, fazerem suas melhores escolhas. Não há receita de bolo”, falou.

A advogada Raquel Lima Nogueira Pinto, de 45 anos, não costuma planejar seu orçamento anual, mas tem uma estratégia para pagar as contas de início de ano. “Procuro não fazer dívidas no fim do ano e controlo o consumismo por saber que as despesas irão aumentar nos próximos meses. No meu caso, a compra por compulsão tem que ser evitada. Outra saída é tentar economizar, sempre que possível, os gastos inevitáveis, como energia e água. Tudo isso ajuda a sobrar um pouquinho mais no orçamento do início de ano”, contou.

A família da advogada, além de ter de lidar com as contas extras, vai ter que incluir no orçamento de 2023 despesas da faculdade de um dos filhos. “Será um grande desafio. Desta forma, teremos que fazer mais ajustes e priorizar gastos. Tudo na vida é questão de escolhas, e na nossa família não é diferente. A nossa prioridade é deixar o legado do conhecimento para nossos filhos e dar possibilidades a eles para que caminhem e construam suas próprias histórias”, ressaltou.

IPTU de Campos

A equipe da secretaria municipal de Fazenda de Campos já iniciou os trabalhos para geração e disponibilização das Guias para o recolhimento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) do exercício de 2023. Atualmente, em Campos, a cobrança está regulada na Lei Complementar 01/2017 e suas alterações. Considerando que a cobrança anual exige o cumprimento de várias etapas até a efetiva disponibilização dos Documentos de Arrecadação Municipal (DAM), a pasta prevê para a próxima semana, a divulgação das datas e formas de pagamento.

Economista e consultor Ranulfo Vidigal

Para a cobrança do IPTU 2023, os técnicos da secretaria destacam que não haverá majoração do imposto, incidindo apenas a atualização monetária pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial (IPCA-E) que, desta vez, será de 5,90%, conforme publicação oficial do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), índice, aproximadamente, 50% abaixo do praticado no exercício de 2022, que foi de 10,42%.

IPVA

A Secretaria Estadual de Fazenda divulgou dados para o cálculo do IPVA 2023. O proprietário do veículo deve consultar o valor venal do carro pela tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) de setembro de 2022 e multiplicar pelo valor da alíquota que é de 4% para carros flex, 2% para motocicletas, 1,5% para veículos com GNV e híbridos, e 0,5% para os movidos exclusivamente por energia elétrica. A alíquota para veículos abastecidos com diesel é de 4%, exceto utilitário (3%).

Pela tabela do IPVA, os pagamentos começam no dia 23 de janeiro de 2023. Os vencimentos variam de acordo com o número final da placa de cada veículo. Há a opção de pagamento  em parcela única com vencimentos em janeiro ou fevereiro (de acordo com o final da placa) ou em três parcelas a serem pagas entre os meses de janeiro e abril.

Economia Brasileira

Ano novo, oportunidades e desafios novos. Ranulfo lembra que o Brasil terá um novo governante a partir de 1º de janeiro: Luiz Inácio Lula da Silva. E isso, segundo ele, abre possibilidades sobre as pendências da economia. “Não sabemos como vai ficar a tabela de imposto de renda, a tributação sobre os combustíveis, nem se a inflação vai continuar como está ou se vai acelerar. É provável que a população seja mais conservadora. Pela minha análise, os tributos sobre a gasolina não devem voltar, pelo menos em janeiro. A cotação internacional dos combustíveis caiu, mas a nacional, não. E o combustível mais barato significa sobra de dinheiro para gastar com outra coisa ou investir. Também na minha opinião, a tabela do imposto de renda merece ser reajustada para que a classe média pague menos imposto e invista mais”, falou Vidigal.

Raquel também está de olho nas possíveis mudanças da economia com o início do novo governo. “Para 2023 fica uma grande dúvida na economia brasileira ,já que será um ano de transição governamental. Acredito que vamos enfrentar um grande desafio que deverá impactar na vida de todos. Apesar de não vislumbrar boas expectativas, torço sempre para o melhor”, finalizou.

O post Ano novo já chega com contas a pagar; saiba como se programar apareceu primeiro em Terceira Via.

* Todas as notícias são retiradas de fonte de sites conforme informado na última linha "apareceu primeiro em ..."

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

CONECTE-SE CONOSCO

Iniciar Conversa
Oi, Seja bem vindo(a)!
Olááá! Obrigado por ouvir a Rádio Capital Fm !!!