Bolsonaro exonera diretor-geral da PRF investigado por operações nas eleições

Silvinei Vasques. (Foto: PRF)

Jair Bolsonaro (PL) exonerou o diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Silvinei Vasques (foto). Ele virou réu por improbidade administrativa após ter pedido votos para o atual presidente de República durante a corrida ao Planalto e comandado a corporação durante as operações em estradas do país durante o segundo turno das eleições, ignorando determinação do TSE.

Assinada pelo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, a exoneração foi publicada na edição desta terça-feira (20) do Diário Oficial da União.

No final de novembro, o juiz José Arthur Diniz Borges, da 8ª Vara Federal do Rio de Janeiro, aceitou uma ação movida pelo Ministério Público Federal (MPF) contra Silvinei, que virou réu por improbidade administrativa. O MPF alegou que o então diretor-geral da PRF fez uso indevido do cargo ao ter pedido votos para Bolsonaro. Também apontou que há indícios de omissão da PRF por motivos políticos nos bloqueios em estradas após o resultado da eleição.

Além disso, a PF abriu um inquérito para investigar a conduta de Silvinei.

Fonte: O Antagonista

O post Bolsonaro exonera diretor-geral da PRF investigado por operações nas eleições apareceu primeiro em Terceira Via.

* Todas as notícias são retiradas de fonte de sites conforme informado na última linha "apareceu primeiro em ..."

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

CONECTE-SE CONOSCO

Iniciar Conversa
Oi, Seja bem vindo(a)!
Olááá! Obrigado por ouvir a Rádio Capital Fm !!!