Vital pretende ampliar o serviço de coleta seletiva no município

Educação | Vital abre as portas da empresa para escolas públicas e particulares e até universidades

Todo mês, 60 toneladas de lixo reciclável são recolhidas em Campos pela Vital, empresa que presta serviço à Prefeitura de Campos. Esse número pode aumentar, a partir da iniciativa da população em separar o material do descarte comum, se cadastrar no programa de coleta seletiva do município e se conscientizar por meio da informação e da educação. De segunda a sexta-feira, um caminhão percorre a cidade e para nos imóveis previamente cadastrados para recolher o material. De acordo com a empresa, são três toneladas de lixo reciclável por dia, que equivalem a 15 toneladas por semana, distribuídas igualitariamente para três cooperativas conveniadas à Prefeitura de Campos. Lá, o material é separado e vendido para indústrias de recicláveis.

O desafio da Vital é multiplicar o lixo recolhido em Campos. “Pretendemos inserir novos condomínios verticais e horizontais da cidade neste processo e, então, poderemos aumentar o número de caminhões, se for necessário, para recolher este material. Atualmente, fazemos o recolhimento em 150 condomínios. Pretendemos visitar outros empreendimentos e trazê-los a esta parceria que se perdeu durante a pandemia, quando a coleta seletiva em Campos reduziu”, explicou a auxiliar de engenharia da Vital, Beatriz Peixoto Assed.

A empresa também promove a conscientização da população para separar os objetos recicláveis dos demais materiais, geralmente lançados ao lixo comum. “Não é preciso fazer muita coisa. Basta separar o lixo reciclável, fazer o cadastro do seu endereço na Secretaria de Serviços Públicos e esperar o caminhão recolher no dia combinado. É importante lembrar que aquela ideia de separar o papelão das latas, dos plásticos e dos demais tipos de recicláveis não é mais exigida. Eles podem estar todos juntos e minimamente limpos e secos para evitar proliferação de mau cheiro. Quem faz o trabalho de seleção são os funcionários das cooperativas”, lembrou Beatriz.

Por semana| Cerca de 15 toneladas de lixo reciclável são recolhidas

Visitação, educação e conscientização
Com o objetivo de difundir a prática de separação do lixo reciclável do lixo comum, a Vital abre as portas da empresa quinzenalmente, em média, para instituições de ensino, como escolas públicas e particulares e até universidades. A intenção é apresentar os processos do lixo para a comunidade para gerar multiplicação do conhecimento. O Centro de Educação Ambiental (CEA) funciona no Centro de Tratamento dos Resíduos, no aterro sanitário, em Conselheiro Josino.

“Recebemos em média 30 estudantes por cada visita. Eu mostro todo o nosso processo e apresento a rota do lixo, desde a coleta domiciliar à estação de transbordo na Codin, e o aterro. Eles ficam sabendo como foi feita a construção do aterro, a manutenção que executamos, o monitoramento das águas para atender às condicionantes de órgãos ambientais. Eles conhecem a estação de tratamento de chorume e a estação de geração de energia elétrica a partir do BioGás captado no aterro”, conta Beatriz.

O BioGás é fruto de uma mistura de gás metano e gás carbônico – com pequenas quantidades de gás sulfídrico e umidade – gerado a partir da decomposição de resíduos orgânicos, na ausência do oxigênio. Este processo se transforma em energia 100% limpa.

O conhecimento sobre o lixo é passado por meio de palestra no auditório e também por visita no campo.

Reciclar na Rede
A Vital, em conjunto com a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia e a Secretaria de Serviços Públicos, mantém o projeto “Reciclar na Rede”, mais uma ação para ampliar a coleta seletiva em Campos dos Goytacazes. De acordo com Beatriz, foram implantados contêineres para recebimento de lixo reciclável em 28 escolas. O objetivo é que as instituições tornem-se conhecidas pela comunidade como ponto de entrega de material reciclável.
“E quem vai levar esta informação para a comunidade é o estudante, o professor, o funcionário e fazer com que alcance o bairro e a região. A intenção da Prefeitura de Campos também é unir o trabalho dos catadores individuais às cooperativas ”, afirma Beatriz.

O post Vital pretende ampliar o serviço de coleta seletiva no município apareceu primeiro em Terceira Via.

* Todas as notícias são retiradas de fonte de sites conforme informado na última linha "apareceu primeiro em ..."

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

CONECTE-SE CONOSCO

Iniciar Conversa
Oi, Seja bem vindo(a)!
Olááá! Obrigado por ouvir a Rádio Capital Fm !!!