Patrulha Rural leva mais segurança aos agricultores de São Francisco de Itabapoana

São Francisco de Itabapoana é o primeiro município, dentre os 92 que compõem o Estado do Rio de Janeiro a contar com o projeto “Patrulha Rural-Protetores do Campo”, que envolve a Secretaria de Segurança e a Secretaria de Agricultura de SFI, além da Polícia Militar, com o objetivo de atender a demanda de produtores rurais do município, que vinham sofrendo com o furto de gado, dentre outros delitos.

O secretário de Agricultura de SFI, Enaldo Barreto, disse que o projeto já está em funcionamento, com ampla adesão dos produtores. “É um projeto piloto lançado este ano, o único município do Estado do Rio. A gente já cadastrou cerca de 500 produtores rurais”, disse.

Enaldo contou ainda que cada produtor cadastrado ganha uma cartilha, confeccionada em parceria com um banco, com informações e dicas, como iluminação em pontos estratégicos, câmeras de monitoramento e poda da vegetação para evitar locais encobertos e aumentar a segurança nas propriedades.

O sargento Vicente, responsável pela análise criminal do 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM), é, junto com o major Tibério, atualmente deslocado para a segurança do governador do Estado e o capitão Wanderson, coordenador do projeto. Ele contou que muitas denúncias de roubos e invasão de propriedade chegavam, mas não era possível demandar uma viatura, exclusivamente para o patrulhamento rural.

“Eu escrevi um artigo científico sobre o assunto, mostrando, não só a demanda em São Francisco, mas em todo o Estado do Rio de Janeiro. A partir desse artigo, nós descobrimos que metade da demanda que existe em todo o estado, fica somente na área do Norte e Noroeste Fluminense. Dividindo por municípios, nós vimos que a maior demanda desse tipo era em São Francisco de Itabapoana, seguido de Campos e temos outros municípios Quissamã, São João da Barra e São Fidélis. Tivemos que criar uma nova modalidade de policiamento para atender de forma específica a esse setor e, assim, foi criada a Patrulha Rural”, disse o sargento que contou ainda que a primeira Patrulha Rural do país fica em Goiás e que eles visitaram as instalações, antes da implantação em São Francisco.

Funcionamento
A partir da solicitação do proprietário para aderir ao programa, uma viatura vai ao local, faz um cadastro e um inventário da propriedade, que recebe um número específico no banco de dados, além de ser georreferenciada, para que a Polícia Militar trace uma rota até o local, em caso de ocorrência.

O projeto atualmente conta com um efetivo de 10 policiais militares e uma nova viatura, com tração 4×4, o que permite melhor desempenho nas estradas vicinais e semi-blindadas. O patrulhamento acontece 24 horas, exclusivamente na área rural.

Resultado
De acordo com o sargento Vicente, depois que a Patrulha Rural começou a atuar, as ocorrências tiveram queda drástica, com somente um registro, que foi solucionado e teve os materiais recuperados. “Tivemos apenas um caso em uma propriedade, que estava fechada, mas o proprietário conseguiu, através das câmeras, ver o material e máquinas furtadas e, em menos de 24 horas nós conseguimos recuperar tudo e ainda prendemos os dois envolvidos”, contou.

O agente contou ainda que há um grupo no WhatsApp, onde os quase 500 proprietários mantêm contato entre si e com os policiais que atuam no patrulhamento. Essa rede de comunicação permite que os próprios inscritos colaborem para o andamento do projeto.

“Já temos atualmente vários municípios solicitando o projeto ao comando da PM, ao Batalhão e ao Governo do Estado, tamanho o sucesso da ação”, comemora o sargento.

O post Patrulha Rural leva mais segurança aos agricultores de São Francisco de Itabapoana apareceu primeiro em Terceira Via.

* Todas as notícias são retiradas de fonte de sites conforme informado na última linha "apareceu primeiro em ..."

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

CONECTE-SE CONOSCO

Iniciar Conversa
Oi, Seja bem vindo(a)!
Olááá! Obrigado por ouvir a Rádio Capital Fm !!!